Social Icons

sábado, 22 de fevereiro de 2014

Éder Moraes confirma que cuidou de caixa 2 no governo Silval e teme por sua vida


Rodrigo Meloni
Da Editoria

Éder Moraes já foi um dos homens mais poderosos do Governo Estadual. Político influente, ascendeu do MT Fomento à Casa Civil e depois administrou, por um curto período de tempo, a extinto Agência da Copa do Mundo (Agecopa).

Atuou também como secretário de Fazenda. Hoje, se vê acuado, interpretando o papel de vítima, e afirma que as informações que possui podem custar sua vida, caso tais informações comprometam políticos importantes que um dia foram seus aliados.

Éder é investigado a quarta fase da Operação Ararath da Polícia Federal (PF). “Estou incomodando muito gente importante com as informações que tenho fornecido a Polícia Federal”, destacou o ex-homem forte do governo Silval Barbosa (PMDB), que começou sua projeção ainda sob a chancela do governador à época, hoje senador Blairo Maggi (PR).

Segundo entrevista que deu a um veículo de comunicação da capital, quando atuou como secretário, labor que durou mais de 12 anos, cuidava do caixa 2 do governo estadual. “Tenho que dizer a verdade e não tenho medo; tudo que fiz foi pautado em decretos e leis”.

Moraes foi categórico em dizer que as informações que possui não comprometem nem Silval nem Blairo, mas que pessoas ligadas ao poder podem se sentir ameaçadas, e que isso faz dele um ‘arquivo vivo’. “Temo pela minha vida pois sei de muita coisa”, finalizou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
 
Blogger Templates